Conceição do Araguaia, Pará, Brasil​

Siga

Conceição do Araguaia, Pará, Brasil​

Siga

Ajude na formação dos futuros sacerdotes

Ajude na formação
dos futuros sacerdotes

Em Xinguara, João Paulo e Samuel Lima são ordenados diáconos

“O diácono é chamado a ser servidor do Senhor e de sua Igreja. O diaconado é serviço, enquanto ministério ordenado. Para exercer o diaconado, é preciso ter o coração e a vida de servo do Senhor e de servidor da Igreja”.

No dia 17 de fevereiro, João Paulo e Samuel, seminaristas de nossa Diocese, foram ordenados diáconos na Paróquia São José Carpinteiro, em Xinguara. A celebração foi presidida por Dom Dominique e concelebrada por diversos padres da nossa Igreja Particular. Contou ainda com a presença de seminaristas, familiares e um grande número de fiéis da comunidade e de várias paróquias da Diocese.

Composta de vários ritos que expressam a entrega do ordenando a Jesus Cristo e à Igreja, a celebração foi marcada por muita emoção. João Paulo e Samuel foram chamados à frente da comunidade e apresentados ao bispo pelo reitor do Seminário Diocesano, padre Otávio Grapiuna. Após a homilia, os seminaristas manifestaram perante o povo de Deus a sua livre vontade em assumir o ministério do diaconado.

Em seguida, já prostrados ao chão, cantou-se a Ladainha – momento em que o bispo, o clero e todos os fiéis rogam a Deus “que derrame com bondade a sua bênção sobre estes servos” –; logo após, foi feita a imposição das mãos e a prece de ordenação pelo bispo, a qual pede a Deus que “envie sobre ele o Espírito Santo […], a fim de exercer com fidelidade o seu ministério”. Ainda como parte do rito, os diáconos foram revestidos com a estola e a dalmática (vestes próprias do ministério), receberam o Livro dos Evangelhos das mãos do bispo, o abraço da paz e acolhida do clero.

Conheça um pouco a caminhada vocacional dos neo-diáconos:

João Paulo começou seu caminho vocacional na Comunidade Sagrado Coração de Jesus da Paróquia São João Bosco, Salvador – BA. Lá, ele aprendeu a ser missionário e a se doar ao serviço dos outros. Porém, o desejo de algo a mais o fez buscar outros lugares que pudessem saciar sua sede de Deus. Conheceu Dom Dominique e foi morar na Comunidade Bernadete, onde foi confirmado seu desejo pela vida consagrada. Em 2005, ele fez seu Ano Sabático na Comunidade O Verbo de Vida, onde se comprometeu e começou seu caminho para a vida consagrada. Em 2009, pronunciou seus primeiros votos simples, recebendo o nome de Irmão João Paulo e, em 2014, começou sua formação para o sacerdócio. Em janeiro de 2017, pronunciou seus votos perpétuos, se comprometendo por toda vida na vocação consagrada. Na Comunidade O Verbo de Vida, passou 16 anos e, com o fim da comunidade, continuou o caminho de formação ao sacerdócio, chegando na diocese de Conceição do Araguaia para fazer um ano de discernimento e experiência.

Samuel, filho desta diocese, da Paróquia Cristo Redentor – Redenção, iniciou sua caminhada vocacional ainda muito jovem. Com apenas 12 anos começou a sentir em seu coração o desejo de se doar a Deus, motivado pelo exemplo de vida de Pe. Bené que, até então, era o pároco de sua paróquia. Em 2017, ao completar seus 18 anos, deu o primeiro “sim” ao desejo que ardia em seu coração: ingressou na Missão Diocesana, onde pôde ter uma experiência de discernimento de maneira bem mais profunda; experiência essa que conduziu sua entrada no Seminário. Esse caminho formativo que viveu como seminarista se deu durante os últimos sete anos, passando por três seminários, em três diferentes cidades – Brasília, Palmas e, por fim, Conceição do Araguaia. Essas mudanças físicas – de moradia, causaram incertezas, mas geraram mudanças profundas em seu interior e além de tudo fomentaram ainda mais o desejo de entregar-se por inteiro a Deus, seja onde estiver e com quem estiver.

O ministério diaconal é um presente divino, uma manifestação da graça de Deus que sustenta e fortalece aqueles que o recebem. Ao aceitar este chamado, os diáconos revisitam a humildade do profeta Jeremias (Jr 1,4-9), reconhecendo sua própria pequenez diante da grandiosidade da missão que lhes foi confiada. Rezemos para que esses nossos irmãos se mantenham fiéis ao ministério que lhes foi confiado e que este ministério os fortaleça ainda mais ao longo de seu caminho em direção ao sacerdócio.

Texto: Equipe Diocesana da PASCOM

Fotos: Tathiane Medeiros

DESTAQUE

ÚLTIMAS POSTAGENS

Morre, na Itália, o Padre Renato Trevisan

Santa Missa do Crisma, celebrando a Unidade da Fé

Em Xinguara, João Paulo e Samuel Lima são ordenados diáconos